A origem do dinheiro

a origem do dinheiro

Você sabe qual é a origem do dinheiro? Ele faz parte de quase todos os aspectos da nossa vida e, muito do que fazemos no dia a dia - como estudar ou trabalhar, por exemplo, nada mais é do que uma forma de conseguir mais dinheiro e, consequentemente, conquistar coisas materiais, realizar sonhos e ascender socialmente.

A origem do dinheiro é muito mais antiga do que muitos sequer imaginam! A transações financeiras datam de antes de Cristo e com o passar do tempo foram evoluindo, até chegarem ao formato que temos hoje.

Bateu a curiosidade sobre a história e a origem do dinheiro no Brasil e no mundo? Então não deixe de conferir esse artigo que preparamos sobre esse tema!

 

Qual a história do dinheiro?

A história do dinheiro é muito mais antiga do que a maioria das pessoas imagina e, até chegar aos formatos que conhecemos hoje, o dinheiro passou por inúmeras transformações e adaptações.

Para falar sobre a origem do dinheiro, precisamos voltar um pouco no tempo, mais precisamente ao início da civilização, quando o comércio era feito na base do escambo - ou seja, na troca entre mercadorias.

Foi somente no século VII a.C que começaram a surgir os primeiros registros de moedas fabricadas em ouro e prata e, a princípio, essas peças eram fabricadas em processos manuais e grossos.

A partir da Idade Média, surgiu o costume de guardar as moedas com ourives e como garantia o depositante recebia um recibo, processo bastante similar ao que acontece hoje quando depositamos algum dinheiro no banco. Com o passar do tempo, esses comprovantes passaram a ser usados como moeda de troca para a realização de pagamentos, circulando no comércio, o que deu origem à moeda de papel.

Desse novo comportamento, surgiu a necessidade do aparecimento de entidades que controlassem todo esse processo - ou seja, os bancos, que assumiram a função de emitir as moedas de papel, que na época eram conhecidas como Bilhetes de Banco. No Brasil, os primeiros recibos foram emitidos pelo Banco do Brasil em 1810 e tinham o valor preenchido à mão, como fazíamos com os cheques.

Para evitar possíveis falsificações e garantir o poder de pagamento, os governos passaram a controlar também a emissão de cédulas de dinheiro e atualmente quase todos os países possuem um Banco Central que é encarregado de emitir e controlar cédulas e moedas.

Hoje, para evitar falsificações, a produção de moedas passa por um rigoroso controle e obedece a padrões de impressão, fazendo com que o produto final seja seguro e durável. As principais unidades monetárias do mundo usam a base centesimal, ou seja, a moeda divisionária da unidade é equivalente a um centésimo do seu valor. No Brasil, as moedas em circulação são o Real e o Centavo.

Com o avanço da tecnologia, o dinheiro e a forma como nos relacionamos com ele foi mudando e além das cédulas reguladas pelo Governo, também surgiram outros mecanismos de pagamento, igualmente regulamentados e controlados pelos órgãos de pagamento, como é o caso do cheque, pouco utilizado atualmente, cartões de crédito e débito e o PIX, que visam trazer mais praticidade e tecnologia para as transações financeiras.

 

Onde se originou

Alguns registros apontam que as primeiras moedas da forma como conhecemos hoje (peças que representam algum valor) surgiram na Lídia, atualmente conhecida como Turquia, no século VII a.C. Na época, as características que se desejava ressaltar eram transportadas para as peças por meio da pancada de um objeto pesado (como um martelo) em primitivos cunhos.

 

Quem foi que inventou o dinheiro? 

Não se sabe ao certo quem foi o inventor que deu origem ao dinheiro, mas relatos apontam que a primeira versão do papel-moeda (moeda escritural oficial de um país ou região) surgiu primeiramente na China, em meados do século VII. No entanto, à época o comércio funcionava principalmente a base de escambo, ou seja, troca de mercadorias, o que fez com que a consolidação do uso de cédulas de dinheiro e moedas ao redor do mundo demorasse um pouco para acontecer.

Com o passar dos anos, aconteceu um desenvolvimento natural do comércio, que fez com que novos produtos fossem criados, o que tornou cada vez mais difícil realizar uma troca justa de mercadorias. Por esse motivo, foram adotadas as moedas de ouro e prata, para facilitar as transações.

 

Qual foi a primeira forma de dinheiro?

No início da sociedade, as pessoas produziam alimentos e produtos para sustento próprio, como arroz, feijão, milho, algodão, azeite, entre outras mercadorias, que quando eram produzidas em excesso, eram trocadas com outras pessoas da comunidade por algum outro tipo de produto ou alimento. Essas foram as primeiras transações comerciais, conhecidas como escambo.

Com o tempo, o escambo popularizou-se e determinadas mercadorias que possuíam uma maior importância perante à sociedade passaram a ser mais valorizadas e, por esse motivo, passaram a serem conhecidas como moedas-mercadorias, sendo essa a primeira forma de dinheiro conhecida. Alguns dos alimentos mais valorizados eram o gado e o sal, que era utilizado na conservação de alimentos. Foi a partir daí que surgiu o termo Salário, utilizado até os dias de hoje.

Com o decorrer dos anos, no entanto, essa forma de negociação passou a não mais funcionar, já que com ela não havia como guardar riqueza, pois a maioria dos alimentos eram perecíveis. Para esse fim, surgiram as moedas de metal, como o cobre, bronze, prata e ouro, que além de possibilitar que as trocas fossem mais justas, também permitia que o dinheiro fosse guardado por mais tempo.

 

Qual a importância do dinheiro para o mundo?

Não importa o quão econômica uma pessoa seja, ainda assim o dinheiro será um dos principais pilares da sua vida, uma vez que por conta da organização social de inúmeros países, que se dá com base no sistema capitalista, o foco da vida humana se tornou a produção e o consumo.

Hoje, temos o dinheiro como valor absoluto da nossa sociedade. Ou seja, todos os aspectos giram em torno da produção de renda, porque, de acordo com especialistas, é o dinheiro que faz o mundo girar. Independente se a questão for minimamente sobreviver, ou investir em grandes negócios, aplicar em fundos, viajar, estudar etc.

Todas essas atividades envolvem transações econômicas das quais o dinheiro é o principal instrumento. Além disso, o dinheiro pode ser visto como um instrumento de poder, que coloca uma pessoa, país, organização, companhia e por aí vai em um patamar de privilégio diante das pessoas menos abastadas financeiramente.

 

O que mudou depois da criação do dinheiro?

A partir da criação do dinheiro, as relações de troca, ou como passarão a serem conhecidas, as relações de compra e venda tornaram-se mais justas, uma vez que uma pessoa que detinha um produto de um valor elevado (muitas vezes raro ou escasso) conseguia negociar seu preço em moedas e não somente em alimentos que pereceriam após um período de tempo.

Além disso, tornou-se possível acumular riquezas, já que moedas podem ser guardadas e, quando acumuladas, podem significar um maior poder do que o de alguém mais desprovido.

 

Quais os tipos de moedas no mundo?

Tipos de dinheiro

Embora algumas moedas sejam mais famosas do que outras, existem inúmeras variações ao redor do mundo, já que a maioria dos países costuma contar com sua própria moeda em circulação. Atualmente, existem 182 moedas oficialmente em circulação dos 193 países membros da Organização das Nações Unidas, sendo as principais o dólar americano, euro e libra esterlina. Conheça mais sobre cada uma delas abaixo:

 

1 - Dólar Americano

A história do dólar americano data de 04 de julho de 1776, quando os EUA declararam sua independência e a moeda tornou-se a moeda base da economia no país.

O dólar americano é atualmente a moeda mais conhecida ao redor do mundo, por ser responsável por movimentar a economia mundial e é a principal moeda no mercado de câmbio, sendo inclusive utilizada em outros países além dos Estados Unidos.

 

2 - Euro

Diferente do dólar americano, que possui uma longa história, o euro possui apenas 22 anos de idade, pois foi introduzido a partir de 1999. A moeda é atualmente a segunda mais utilizada no mundo e é também a moeda oficial do continente Europeu e da União Européia, sendo utilizada em 19 países.

O símbolo financeiro do euro é o € e refere-se portanto à letra inicial da Europa, com linhas paralelas que fazem referência à estabilidade dentro da zona do euro.

 

3 - Libra Esterlina

A libra é a moeda oficial da Inglaterra e é também uma das moedas mais antigas do mundo. A primeira moeda de libra surgiu em meados de 1489, com o rei Henrique VII, e na época era chamada de Soberano.

 

Tenha possibilidade de ganhar dinheiro com as loterias

Loterias online

Desde sempre o dinheiro exerceu um grande poder sobre a sociedade e até hoje é almejado pela maioria, como ferramenta para a realização de sonhos, sejam eles a conquista de um diploma universitário, um carro, a casa própria, uma viagem, ou qualquer outra coisa. E, sabemos, é necessário trabalhar duro para conquistar e aprender a valorizar o próprio dinheiro.

Mas apesar de não existirem atalhos, você sempre pode contar com um pouco de sorte e, principalmente, com a Intersena. Com a gente, você consegue realizar uma aposta nas principais loterias brasileiras, como a Mega-Sena da Virada, Lotomania, Quina e Dia de Sorte e concorrer à chance de se tornar o próximo milionário do Brasil. Se você se interessou, acesse o nosso site e conheça tudo sobre as diferentes loterias e faça já sua aposta com a Intersena, empresa confiável, segura e pioneira nesse segmento.



Voltar



Noticia: 680

iCred

Compre seus créditos antecipadamente e jogue quando quiser.

BOLETIM DIÁRIO

Cadastre-se e receba nossos boletins diários com resultados, data de sorteios, avisos e promoções

VEJA OS DEPOIMENTOS

Depoimentos

Muito pratico.... já ganhei vários prêmios vale a pena tentar... confio na INTERSENA.

Ana Aparecida da Rosa Brasil ESTIVA-MG

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Entendi.