Indicadores econômicos brasileiros

Indicadores econômicos brasileiros

Entender sobre o mercado financeiro ajuda a tomar decisões mais assertivas de investimentos, além de conhecer o cenário atual do país. Portanto, para começar essa imersão é preciso saber não apenas o significado do que engloba a economia do Brasil, mas estar atualizado sobre os principais indicadores econômicos brasileiros, já que são inúmeras siglas com as quais os investidores precisam estar familiarizados.

Esses indicadores estão no nosso dia a dia e ajudam a entender sobre a inflação. Por que houve o aumento do gás, da gasolina, do diesel, dos medicamentos etc. Além de acompanhar o valor da moeda, de acordo com a economia mundial.

Parece difícil mas não é. Caso você ainda não esteja familiarizado com essas siglas e seus significados, acompanhe esse artigo que nós vamos responder todas as suas dúvidas sobre os principais indicadores econômicos brasileiros.

O que são indicadores econômicos?
O que é macroeconomia?
Como funciona a divisão dos mercados?
Qual a importância dos indicadores econômicos?
Quais são os principais indicadores econômicos do Brasil?
PIB 
IPCA 
INPC
IGP-M
Selic
TR
PIM-PF
Dólar
Qual é o indicador mais completo para analisar o país?
Acompanhe os indicadores

O que são indicadores econômicos?

Certamente você já ouviu falar em indicadores econômicos brasileiros, mas você sabe para que serve? Pois bem, como o próprio nome sugere, eles indicam em valores numéricos, os níveis de desenvolvimento de um país, região, mercado etc., e permitem criar parâmetros com base em dados. 

Mas além de saber teoricamente o que é, queremos frisar sua importância e suas interferências em nosso dia a dia. Elas não só mostram as estatísticas do país de maneira quantitativa, como também ajudam a articular projeções e tomadas de decisões.

Na prática, os indicadores econômicos brasileiros podem ser vistos como um termômetro que contribui para aferir a economia e servir de referência para os investidores, empresários e governo avaliarem a real situação do Brasil e tomarem suas ações baseadas em números e projeções.

O dia a dia da população é afetado pelos indicadores econômicos brasileiros, pois impacta no valor de produtos finais como alimentação, transporte, saúde, educação etc.

 

O que é macroeconomia?

Inflação brasileira

 

A macroeconomia é um ramo da economia, que trata do comportamento macro de setores inteiros, ou seja, que estuda e analisa a conjuntura econômica de forma integrada, como um todo.

Pode ser vista como um método de análise que considera a atividade econômica em sua totalidade, analisa os mercados macroeconômicos e suas relações e, assim, examina questões macroeconômicas.

Os tópicos que a macroeconomia examina incluem: o produto interno bruto (PIB), a taxa de desemprego, a renda nacional, os índices de preços, a inflação, além de produção, consumo, poupança, investimentos, energia, comércio exterior, economia mundial, oferta e procura.

Esse ramo da economia possui algumas metas, como: aumentar o nível de empregos; estabilizar os preços; distribuição de renda; aumentar a economia e solucionar conflitos de objetivos.

E é importante saber que a estrutura da macroeconomia é composta por cinco mercados:

 

  • Trabalho: determinando a taxa de salários e o nível de emprego;
  • Bens e Serviços: determina o nível de produção agregada e de preços;
  • Monetário: determina a taxa de juros;
  • Títulos: realiza a análise dos agentes econômicos superavitários  e deficitários que possuem gastos superiores ou inferiores ao seu nível de renda;
  • Divisas: determinada pelo volume de importações e saída de capital financeiro.

 

Como funciona a divisão dos mercados?

O mercado financeiro possui regras próprias que conectam pessoas físicas ou jurídicas com interesses similares, tanto para investir quanto para receber investimentos.

O mercado possui uma estrutura e ela é dividida em quatro segmentos: mercado monetário, mercado de crédito, mercado de capitais e mercado de câmbio. Vamos entender cada um deles:

 

  • O Mercado Monetário assegura fluxo ao sistema financeiro, pois lida com o dinheiro em circulação no país. Dessa forma, o Banco Central exerce a política monetária, com base nas taxas de juros, coordenando e equilibrando a liquidez do mercado.
  • No mercado de crédito o fluxo de recursos financeiros funciona como no item acima. O que os distingue é que o dinheiro é gerado por meio das operações de crédito entre as instituições financeiras, pessoas físicas e jurídicas.
  • Também gerido pelo Banco Central, o mercado de câmbio controla e fiscaliza as operações de troca de moedas. Utilizado em suma por empresas exportadoras e pessoas que viajam para fora do país.
  • Já o mercado de capitais é um ambiente no qual é feito a intermediação entre investidores e quem necessita de recursos. Mas, nesse mercado, a negociação é de ativos, como ações e títulos de dívida. Funciona como um acordo, no qual se empresta dinheiro e as empresas solicitantes precisam pagar dentro de um prazo determinado. O lucro desse mercado está nos juros.

 

Qual a importância dos indicadores econômicos?

Para ser um investidor, ter dinheiro não é o único item essencial. É preciso conhecer o mercado financeiro, a situação econômica do país e, principalmente, ter conhecimento sobre os indicadores econômicos. São eles que vão determinar a análise, identificar os mercados e melhores momentos de investir e contribuir para a tomada de decisões.

Por meio de dados e estatísticas é possível ter uma projeção do futuro econômico, como identificar o cenário de aceleração ou crise econômica e, planejar e traçar estratégias de investimentos de uma forma certeira com antecedência.

 

Quais são os principais indicadores econômicos do Brasil?

São inúmeros os indicadores econômicos que uma pessoa interessada em investir deve acompanhar diariamente para tomar decisões e planejamento. Mas, não basta apenas conhecer cada um deles, é preciso entender de um ponto de vista crítico para atuar dentro do cenário atual do país.

Para que entenda como analisar cada item, listamos abaixo os principais indicadores econômicos brasileiros:

 

PIB 

PIB

 

Produto Interno Bruto (PIB) é o valor de mercado total dos bens e serviços produzidos pela economia de um país durante um período de tempo especificado. Inclui todos os bens e serviços finais, ou seja, aqueles que são produzidos pelos agentes econômicos localizados naquele país. É usado em todo o mundo como a principal medida de produção e atividade econômica.

O PIB é considerado um bom indicador econômico, pois mede com precisão o tamanho da economia, enquanto o PIB per capita (por pessoa na economia) está intimamente ligado aos padrões de vida ao longo do tempo.

 

IPCA 

É o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde 1979. Trata-se do indicador oficial de inflação, utilizado como referência pelo Banco Central para estabelecer as metas de variação de preços no país.

O IPCA mostra variação mensal do custo médio de vida dos domicílios com renda entre um e 40 salários mínimos, residentes em 11 grandes regiões metropolitanas do país.

 

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) também é calculado pelo IBGE, mas a cobertura difere do IPCA. Ele mostra a variação dos preços no mercado de varejo.

O INPC calcula a variação do custo médio de vida das famílias com rendimentos mensais entre um e seis salários mínimos, cujo chefe de família esteja empregado na sua ocupação principal, residente em áreas urbanas das 11 regiões metropolitanas pesquisadas: Belém, Fortaleza, Recife, Salvador , Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Goiânia.

 

IGP-M 

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é o indicador utilizado para correção da maioria dos contratos, aluguéis, preços de serviços públicos (como energia elétrica), TV a cabo, outros preços e contratos monitorados do mercado financeiro.

É calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) entre 21 do mês anterior e 20 dias do mês de referência.

 

Selic

O Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) é uma taxa de juros referencial, básica, com a qual o nível das taxas de juros da economia brasileira pode ser influenciada.

Ela é uma média das taxas de juros interbancárias que são cobradas para a negociação de títulos públicos com vencimento de 1 dia.

Sua função é controlar a inflação, uma vez que as variações dos juros influenciam diretamente a população. Por exemplo, se a Selic for ajustada para cima ou para baixo, isso afeta o nível das taxas de juros dos produtos bancários na área de crédito imobiliário, poupança e crédito.

Por esse motivo, ela é calculada pelo Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central a cada 45 dias.

 

TR

A Taxa  Referencial foi uma medida criada com o objetivo de combater a hiperinflação. Hoje, é utilizada para calcular o rendimento de aplicações financeiras, como a caderneta de poupança e serve como forma de rentabilidade para alguns tipos de investimentos.

 

PIM-PF

A Pesquisa Industrial Mensal (PIM-PF) é um índice que configura o crescimento da indústria de uma região no curto prazo. Os dados são levantados todos os meses, em escala nacional ou regional.

Trata-se do indicador que evidencia o impacto da indústria na economia e na vida das pessoas.

 

Dólar

Mas como assim o dólar é um indicador econômico? Isso mesmo! As variações da moeda norte americana afetam e muito a economia brasileira, por isso é um dado que precisamos acompanhar sua oscilação diária.

Quando a moeda está em alta, a tendência é que a inflação no Brasil aumente e o contrário também. Isso porque afeta tanto os investimentos estrangeiros no país, quanto às exportações. Já quando o dólar está desvalorizado, os importadores e o turismo são beneficiados.

Conseguiu entender a relevância desse dado agora?

 

Qual é o indicador mais completo para analisar o país?

Não é possível dizer claramente o melhor e mais completo indicador econômico brasileiro para se analisar, isso porque a situação econômica de um país depende de diversos fatores.

Portanto, para tomar uma decisão segura e com clareza, é necessário saber o significado de cada sigla acima e, além disso, saber o seu conceito e aplicação no dia a dia. Acompanhando esses dados, o investidor pode ter mais certeza quanto a projeção da economia brasileira, o que fazer, o que evitar e como ter cautela em determinados mercados.

Aposte com a Intersena

Acompanhe os indicadores

Os indicadores econômicos são peças-chaves de dados que são divulgados para fornecer informações sobre o desempenho da economia de um país. Eles são frequentemente chamados de indicadores macroeconômicos, pois mostram dados em grande escala.

Usados ​​para analisar tendências atuais e futuras, seja para fins de investimento ou para avaliar a saúde de uma economia. A maioria dos indicadores econômicos são lançamentos de dados oficiais, produzidos por governos ou organizações sem fins lucrativos.

A Intersena já te mostrou todas as definições, basta analisar esses dados do mercado e fazer suas apostas e investimentos de forma mais acertada.



Voltar



Noticia: 714

iCred

Compre seus créditos antecipadamente e jogue quando quiser.

BOLETIM DIÁRIO

Cadastre-se e receba nossos boletins diários com resultados, data de sorteios, avisos e promoções

VEJA OS DEPOIMENTOS

Depoimentos

Muito pratico.... já ganhei vários prêmios vale a pena tentar... confio na INTERSENA.

Ana Aparecida da Rosa Brasil ESTIVA-MG

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Entendi.