Índice IPC-S

Índice IPC-S

 

É muito comum ver as pessoas comentando sobre a inflação, seja dos alimentos, gasolina, gás, medicamentos e por aí vai. E ir às compras ou fazer investimento é uma forma de dar valor ao dinheiro e de sentir sobre a realidade do aumento ou deflação dos preços. É conhecendo os valores do mercado e sua variação que começamos entender o que está acontecendo na economia do país de uma forma geral.

Mas além da percepção no momento de gastar ou investir, o Brasil possui alguns índices que medem a inflação e que nos ajudam a ter um panorama do cenário e a não tomar más decisões com base em dados estatísticos, e o IPC-S é um deles.

Mensurado semanalmente, ele tem um importante impacto nas nossas vidas e, nesse artigo, vamos explicar o que é, o motivo pelo qual foi criado, como é calculado e sua relevância para economia do país. 

 

O que é o índice IPC-S?
Para que serve o índice IPC-S?
Como é calculado o índice IPC-S?
Outros indicadores econômicos
CDI
IGP-M
IPC-A
INPC
De olho nos indicadores

 

O que é o índice IPC-S?

O IPC-S, que significa: Índice de Preços ao Consumidor Semanal, é um índice que mede o consumo das famílias que recebem de 1 a 33 salários mínimos por mês, observado durante o período de uma semana, e é medido em 7 capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Brasília. Esta apuração começou em 2003 pela Fundação Getúlio Vargas e é utilizada até hoje como termômetro para alguns setores da economia do país. 

 

Para que serve o índice IPC-S?

Este índice ajuda a entender se a inflação está diminuindo ou aumentando, e como ela está afetando diretamente os consumidores nas despesas que possuem semanalmente. 

Ele também é utilizado como base para reajustes salariais e contratos de aluguéis. Além disso, pode também ser  usado como referência para avaliação do poder de compra do consumidor.

Os produtos e serviços medidos são distribuídos em sete categorias de despesas: 

  • Alimentação;
  • Educação;
  • Vestuário;
  • Transportes;
  • Saúde e Cuidados pessoais;
  • Leitura e recreação;
  • Habitação;
  • Despesas diversas (ex.:cartório e correio) e Comunicação.

 

Como é calculado o índice IPC-S?

IPC anual

 

O IPC-S demonstra a evolução de preços de forma quadrissemanal, ou seja, a cada quatro semanas, com fechamentos nos dias 7, 15, 22 e 30 de cada mês.

Os preços de 425 itens são coletados a cada 10 dias, em 2.500 estabelecimentos das capitais escolhidas, em um total de 180 mil cotações mensais por mês feitas por colaboradores da FGV e também por consumidores previamente treinados. A estrutura é definida baseada na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF).

 

Outros indicadores econômicos

Além do IPC-S, existem outros indicadores econômicos que impactam diretamente a vida dos consumidores diariamente. Assim como o IPC-S, muitos deles não são conhecidos pelos consumidores, mas são fundamentais para entender o cenário atual do país e também traçar as perspectivas dos anos seguintes.

 

CDI

O CDI é um termo consideravelmente comum no mercado financeiro. Ele é um tipo de taxa que pode ter influência no rendimento das economias dos consumidores brasileiros.

CDI – Certificado de Depósito Interbancário, é a taxa anual que determina o rendimento anual de diversos tipos de investimento. Definindo de um jeito mais simples: o CDI é o nome que dá aos empréstimos que os bancos efetuam entre si para finalizarem o mês no azul.

O Banco Central determina que todos os bancos brasileiros fechem o mês com saldo positivo, mas por motivos diversos isso nem sempre acontece. Quando falta este dinheiro, é necessário fazer um empréstimo para cobrir a diferença e deixar o caixa “no azul”. Esta taxa reflete quanto os bancos lucram através de juros por empréstimo de dinheiro a outros bancos.

 

IGP-M

IGP-M é a sigla para Índice Geral de Preços de Mercado, e é medido também pela FGV, através do Ibre – Instituto Brasileiro de Economia. Este índice é popularmente conhecido como “inflação de aluguel”, pois é através dele que os reajustes neste setor são feitos, tanto para famílias quanto para empresas.

Ele impacta não só a economia real, mas também os investimentos. As projeções do IGP-M são produzidas e divulgadas a cada 10 dias.

 

IPC-A

IPCA significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, e é utilizado como ferramenta oficial para medir a inflação. É utilizado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para realizar os ajustes nas metas de inflação, e pelo Comitê de Política Monetária (Copom) para a revisão da taxa básica de juros da economia, mais conhecida como Selic. 

Este índice é medido pelo IBGE através da POF – Pesquisa de Orçamentos Familiares, o qual faz a verificação do que os brasileiros estão consumindo e o quanto é gasto em cada item. Ele mede desde itens básicos contidos na cesta básica, como arroz e feijão, até o gasto com saúde e transporte público. Mas o IPCA não é o único que faz isso, o IGP-M também entra nesta conta.

 

INPC

O INPC, que significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor e é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, tem como objetivo calcular o custo de vida das famílias e corrigir o poder de compra dos salários, fazendo uma mensuração da variação de preços de itens que a população de baixa renda consome, e os dados são coletados em estabelecimentos comerciais e que prestam serviços, como transporte e internet. A partir dele, o salário mínimo no país é ajustado pelo governo.

O INPC também é um termômetro para medir o quanto a inflação está afetando a população que é o público-alvo da medição. Diferentemente do IPC-S, o INPC tem como foco famílias com rendimentos de 1 a 5 salários mínimos mensais, que tenham pelo menos um membro assalariado e que morem em áreas urbanas das regiões em que o Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor (SNIPC) atue.

As regiões classificadas são: Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Campo Grande, Distrito Federal, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo.

 

Quando usar o IPC

 

De olho nos indicadores

O preço que se paga por produtos e serviços que os consumidores brasileiros têm acesso vem crescendo constantemente por conta de diversos fatores, sejam eles internos ou externos.

Indo ao mercado, no posto de gasolina, no restaurante, na loja de roupas ou na padaria, seguimos observando um aumento em praticamente tudo que consumimos. Além da alta de preços, observamos também o aumento da inflação, que acaba prejudicando os consumidores de forma geral, elevando os preços e fazendo com que, cada vez mais, o salário mensal não seja suficiente para suprir todas as demandas destes valores que são reajustados periodicamente. 

Esta constatação não é só observada e sentida no bolso, mas também nos índices que são utilizados como indicadores relacionados à economia do país. Estes índices são medidos por algumas instituições renomadas do Brasil, onde economistas calculam os custos de vida da população, a qual possui uma renda mensal variada. 

O Brasil, com mais de 200 milhões de habitantes, possui abismos geográficos e econômicos entre regiões. Para medir o quanto custa viver em cada uma delas, é necessário levar em conta diversos fatores. Entre eles estão os índices que medem a inflação. 

A inflação nada mais é do que o aumento médio dos preços de um conjunto de produtos ou serviços durante um certo período. Ela pode ser medida tendo como base alguns períodos, a depender do indicador que está sendo utilizado como referência. E neste artigo você pôde conferir alguns índices que ajudam a entender o cenário atual – e passado – do país em relação à inflação.

Agora, com todo esse conhecimento, é importante entender como dar valor ao seu dinheiro e não fazer investimentos duvidosos. Principalmente, se você for um dos sortudos a ganhar na loteria com a Intersena, é muito importante entender os indicadores para saber usar o seu dinheiro da melhor forma.



Voltar



Noticia: 715

iCred

Compre seus créditos antecipadamente e jogue quando quiser.

BOLETIM DIÁRIO

Cadastre-se e receba nossos boletins diários com resultados, data de sorteios, avisos e promoções

VEJA OS DEPOIMENTOS

Depoimentos

Muito pratico.... já ganhei vários prêmios vale a pena tentar... confio na INTERSENA.

Ana Aparecida da Rosa Brasil ESTIVA-MG

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Entendi.